Fuusuke, A ero-comedia de Tezuka.

 Esse é o dia em que eu também estarei conhecendo mais sobre Osamu Tezuka, apenas sei o básico sobre ele, e um pouco de sua influencia, mas nunca realmente fui atrás de alguma de suas obras, o mais perto foi querer ler a saga de Astro Boy no qual Pluto foi baseado, algo que acabou nunca acontecendo, mas fora isso sempre foi algo desconhecido.

Como entrei para escrever esse post em homenagem a suas obras um pouco tardiamente, todas as grandes obras já tinham sido escolhidas, assim me deixando procurar por coisas mais desconhecidas, no final achei duas obras que me chamaram a atenção. Lost World, a qual tem uma temática de dinossauros, algo que gosto muito, e Fuusuke, uma obra de um volume com uma temática aparantemente adulta. A escolhida foi algo que me deu boas risadas, bem, sem mais delongas, Fuusuke.

Eu poderia classificar Fuusuke como uma ero-comedia, isso sendo que é uma comedia com piadas com cunho sexual, porém sempre as usando como sub texto para críticas sociais, e não se engane, não são piadas normais, são coisas nada normais, citando uma das historias, por exemplo, “A vagina da minha filha pode prever o futuro”, e são coisas desse gênero por toda obra, mas, nunca chegando ao vulgar.

A obra é composta por onze pequenas histórias, juntas em um volume, cada história não tendo conexão com as outras, afinal em algumas o personagem chega a morrer ou vive períodos históricos totalmente diferentes. Agora falando do personagem. Acompanhamos Fuusuke por cada uma das suas desventuras, ele é o típico salaryman sem sorte e serve para que as coisas aconteçam com ele, não dizendo que ele não tenha uma personalidade, e que o intuito dele é ser o centro de diferentes histórias e às vezes ele tem motivações diferentes.

Algo que me impressionou muito foi o quão atual as piadas eram, e vindo que é uma obra de 69 e não achar o roteiro datado foi algo que agradou muito. Já na arte são outros quinhentos, ela em si não é tanto problema, porém a disposição de quadros e o fluxo do mesmo é algo muito cansativo, mais de uma vez eu acabava de ler um capitulo e parecia que tinha lido um volume, assim para ler o único volume da obra, acabei levando vários dias.

No final, ler Fuusuke foi uma experiência extremamente agradável, algo que sem dúvida não teria acontecido se não fosse pelo evento de hoje. Então fica a dica, para aqueles que querem ver algo diferente feito pelo Tezuka, está é a chance.


Blogs Participantes:

- Gyabbo! - Apollo’s Song
- Mangas Undergrouds - Ode to Kirihito
- Elfen Lied Brasil - Barbara
- Subete Animes (Qwerty)
- Subete Animes (Panina Manina) - Astro Boy
- Anikenkai - Phoenix 2772
- Planeta do Moe - A Princesa e o cavaleiro e o Teatro de Takarazuka
- Mais de oito mil - Don Dracula
- Blog do Graveheart - Buddha
- Mangas Cult - Tetsu no Senritsu
- Folha Nerd - Parceria Tezuka x Maurício de Sousa
- ManGONZO - Hi no Tori
- Maximum Cosmo - Kimba
- Video Quest - Adolf
- Mundo do Coringa - Biografia
- Special Days - Black Jack
- Virtual Meinsanity - MW
- Radix - Dororo
- Netoin! - Fushigi na Merumo
- Moon Stitch - Angel's Hill
- JBOX - Mangrafia
- OtakuYousai - Ma-chan no Nikkichou
- Troca Equivalente - Influência da Grande Guerra nas obras de Tezuka
- Chuva de Nanquim - Pluto
- Otame - A Princesa e o Cavaleiro
- Otakismo - Faust e a influência do pop americano na obra de Tezuka
- Across The Starlight - Metrópolis
- Animangá TNT - The Amazing 3

FanArts:

- Puff no Pi.Ri.Paf

This entry was posted in ,. Bookmark the permalink.

1 Response to Fuusuke, A ero-comedia de Tezuka.

  1. LOOOOOOOOOOOOOOL
    quem imaginaria o velho Tezukão, produzindo algo assim, hein? Não, tudo bem que ele tem todo aquele potencial tanto para histórias conceitualmente infantis e supostamente adultas, mas algo tão escrachado com base em piadas eróticas, realmente me surpreendeu/ pra ver o quanto eu conheço sobre Tezuka.

    Gostei do post, direto ao ponto e bem escrito.

Leave a Reply