Erect! Um harem de succubus



Erect(ereto?) é o primeiro título da Astronauts Spica onde eles tiveram uma ideia boa onde todas as rotas e personagens são garotas demônio(High School DxD fazendo revoluções nos jogos).

O protagonista da historia é um estudante que ajuda o seu pai numa floricultura. Ele tem uma vida normal, um cabelo normal e um rosto normal, que estuda na escola com nome subliminar chamada Lilythtia International School.

Voltando do colégio num dia como qualquer outra ele é assaltado por uma linda garota e nesse evento ele acaba desmaiando e para no hospital(sangramento nasal?). Depois disso ele descobre que a garota é uma princesa succubus e que tem um corpo fraco(rota facil) e para recuperar suas energias precisa da força vital de um homem que logicamente sera próprio protagonista.

Basicamente uma comedia romântica erótica com diabas que muita gente gosta. Uma visual novel nukige que pode agradar um grande publico de jogadores. Não é todo dia que se tem uma visual novel com garotas demônio, divirta-se.



This entry was posted in . Bookmark the permalink.

5 Responses to Erect! Um harem de succubus

  1. Eu não sou fã de eroges, mas esse atiçou meu lado rpgista. Qualquer um que tenha jogado fantasia medieval, ou jogos mais sombrios com temática sobrenatural/gótica, certamente já sonhou com um harém de succubus!

    É pena que não deve ser diferente de qualquer outra VN eroge, mas deve valer a pena pelas imagens das demoninhas...se encontrar um peck com as imagens dessa VN, eu baixo com certeza.

  2. jonhmaster says:

    Realmente jogos de RPG com temática sombria como Diablo e ShadowFlare desperta um certo fetiche por criaturas sobrenaturais. Eu gosto de personagens Succubus mas gosto mais ainda num ambiente de RPG Gotico.

  3. Sim, a temática gótica é a melhor. Eu particularmente gosto de jogos medievais, como Diablo, principalmente se for para jogos eletrônicos. Mas eu sou principalmente rpgista de mesa, interpretando mesmo (embora nunca tenha feito live-action...), e por isso sou mais o mundo gótico.

    Succubus em mundos góticos são o tipo de inimigo que se respeita, muito melhor exploradas que nos medievais-seus poderes são mais relevantes, diferente dos medievais, em que basicamente, elas tem um ou outro poder de controle mental que não serve para mais nada depois de certo nível.

    Não sei se você joga RPG de mesa, mas algo como uma succubus numa sessão de World of Darkness-tanto o básico, para jogar com personagens humanos, como os títulos relacionados, como Vampiro: A Máscara (agora é "o Réquiem", apesar de ainda haver quem prefira a versão anterior)sempre são uma boa adição. Estou jogando uma aventura, em que meu personagem fez um contrato com uma dessas sedutoras, e as habilidades diferenciadas dela tornam as coisas muito mais sombrias. No que toca ao gótico, a linha da White Wolf é a melhor, mas já nos jogos eletrônicos eu não sei muito, quais você prefere?
    Alias, a White Wolf tem uma versão para computador de Vampiro: A Máscara, intitulada "Vampire: the Masquerade, Bloodlines" que é muito boa, e reproduz bem o jogo de mesa, além de a empresa ter anunciado uma versão online para multplayer (MMORPG, mas acho que isso eu não precisava explicar, né?), mas infelizmente só pagando mesmo, apesar que podem lançar uns pacotes aqui no Brasil, sonhar nunca é demais...

  4. jonhmaster says:

    Vampire: the Masquerade, Bloodlines eu peguei esse jogo recentemente no GOG. Eu joguei pouco RPG de mesa mas me amarro muito no gênero, é uma boa forma de diversão com os amigos no final de semana. Apesar que nunca fiz uma campanha que tive-se demônios muito menos succubus, mais orcs e dragões mesmo, bem básico.

    MMORPG é algo que não me aventuro muito pelo fato de eu não considerar um RPG e a interação com o personagem ser zero te reduzindo a ser um simples robô assassino que mata monstros para evoluir. Apesar que considero a ideia de MMORPG boa e tendo um grupo de amigos o jogo pode divertir bastante. Porem ele tira aquilo que os RPG single player abordam como historia e interação do personagem com aquele mundo.

  5. Darkwes says:

    Depende do mmorpg, tem alguns com história muito boa e que da pra se sentir parte do jogo, o que eu particularmente não gosto é o fato de que vc é tratado como "o grande herói" mas faz o mesmo que todos os outros fazem. Mas sem dúvida a grande diversão do mmo é jogar com amigos, do contrário um rpg single player é na grande maioria das vezes mais interessante.

    Quanto a VN em questão, a arte parece muito boa, ja história é díficil de dizer alguma coisa com a quantidade de informação divulgada.

Leave a Reply