Boku no Pico. Pra que tanta polemica? É apenas um desenho porno

Essa deve ser a primeira postagem yaoi do blog. Como primeira postagem decidi falar logo de um hentai chamado Boku no Pico. Pretendo falar mais do que so o hentai, para assim ter mais informações sobre o que é o trap e o tipo de yaoi feito com este estilo.

A historia não é muito diferente de um hentai padrão. O protagonista da historia vai trabalhar numa cafeteria. La ele encontra uma garota chamada Pico que futuramente ele descobre que a mesma é um homem com aparência muito feminina.

Nesse momento o protagonista "Tamotsu" se decepciona em ver que tinha algo duro e grosso entre as pernas daquela garota. Ele ficou transtornado, começou a tomar banho frio, mas não importa o que ele fizeste, o urso intocado dele foi excitado pelo corpo feminino do Pico e pelo bundão que ele tem que apareceu na abertura do anime.

Tudo isso fez Tamotsu tomar uma decisão, que foi bem rápida atacando Pico e arrancando suas roupas. Nesse momento Tamotsu se revelou ser um Seme possessivo, fazendo assim o Pico se tornar o Uke mais feliz do mundo. Essa é a sinopse da historia, não necessariamente nessa ordem.

Boku no Pico é um yaoi com o estilo chamado trap, onde seria aquele personagem homem extremamente andrógeno, onde mesmo ele vestindo roupas masculinas ele continua parecendo uma mulher. Nos eroges é bem normal isso, e o trap é uma forma de fazer uma rota yaoi num eroge feito para homens ser possível. Um trap age como uma mulher mesmo sendo um homem, e não da para dizer de cara se aquilo é um homem ou mulher, ate ele abaixar suas calças.


Mas enfim o hentai Boku no Pico teve bastante polemica com o seu lançamento, por parte dos ocidentais (logico) que falaram que esse material aumenta a pedofilia e tal. Na minha opinião Boku no Pico é so mais um desenho pornográfico (hentai) homossexual (yaoi). Não fiquei ofendido com o que vi, mas como heterossexual isso não é algo que busco num porno. Se busco um porno quero que ele tenha um homem pegando uma mulher, e se tiver algo homossexual ele tem que ter lésbicas (yuri) e de preferencia peitudas.

Um yaoi querendo ou não é feito para agradar o publico feminino. É um porno feito para esse publico e não vejo nada demais nisso. Mas mesmo entre os fans do entretenimento japonês eles ainda tem esse problema com esse tipo de pornografia. Muitos por não ver isso apenas como um desenho, outros por medo de ter a heterossexualidade comprometida, ou simplesmente achar isso um material pedófilo.

No final Boku no Pico é apenas um hentai yaoi como outro qualquer, onde tem um jovem e um pré-adolescente fazendo sexo. Não tem nenhuma criança sendo maltratada, afinal isso não é realidade é ficção. A realidade é outra historia, tem pedófilo atras de criança. E eu lhe garanto, um desenho não vai parar a sua tara, ele vai preferir fazer com uma jovem ou um jovem do que so ver anime. É so perguntar para algum pedófilo qual anime ele viu, ele nem vai saber o que isso significa.


Mas enfim vamos passar para as visual novels.

Ter o tema trap num eroge é bem normal. Entre eles temos o mais usado, onde o protagonista é um trap e usa esse beneficio dado pelo destino para se infiltrar numa escola de garotas. Se você buscar por visual novels com esse estilo a maioria dos eroges tem esse tema.

É um fetiche bem popular no eroge, por dar a possibilidade do protagonista ver o cotidiano de uma escola feita para garotas, mas ele sendo um homem infiltrado. Podendo assim ele ver como as garotas se comportam com outras garotas e ate ver sua nudez.

Mas no final continua sendo um date sim, onde você através de suas escolhas vai determinar com qual heroína você vai terminar no final da historia.

No segundo temos uma visual novel normal como qualquer outra. Você tem varias heroínas para fazer a rota, mas dentre elas você tem um trap onde você pode ter uma rota com ele. O desenrolar desse tipo de visual novel é bem similar as visual novels que você joga normalmente.


Você tem a vida colegial padrão onde você pode namorar uma das garotas. Ou simplesmente namorar o homem trap da escola. Nesse tipo de eroge te da a possibilidade de escolher a sexualidade do protagonista caso você escolha entre um homem e uma mulher no jogo. Porem você não tem uma abundancia de traps, apenas um.

É uma forma de adicionar uma rota yaoi num eroge feito para garotos, onde em vez de ter um homem musculoso tem um shota trap extremamente moe, onde o mesmo pode participar de cenas de sexo onde tem mulheres.

E pegando nesse tipo de narrativa, tem jogos onde você não tem rota yaoi trap, mas você pode pegar o trap e ter apenas uma H-Scene com o mesmo. Isso é mais normal em SRPG, mas é muito, muito raro.

E por ultimo temos eroges onde todas as rotas são trap. Nesse tipo de jogo os traps parecem lolis moe onde a primeira vista parecem realmente lolis. Esse tipo de rota o trap em questão não tem nenhum traço de masculinidade e age como uma garota loli. Com a única diferença que ela tem algo entre as pernas.


E nesse tipo de jogo o trap em questão pode engravidar e ter um filho, onde isso no mundo real é algo totalmente impossível.

Mas emfim o trap é um yaoi que tenta agradar o publico masculino e pegar o publico feminino junto. É um fetiche japonês devido a androgenia que acontece na sua população. Para nos ocidentais (inclusive para mim) pode parecer bem estranho e bizarro. Porem esse tipo de pornografia foi gerada culturalmente devido a androgenia do povo japonês.

Boku no Pico e Traps não tem nada demais, cabe a você decidir se você vai assistir ou não. É interessante como o Japão tenta moldar a sua pornografia para todos os públicos. A ideia do trap é interessante e revolucionaria, mas prefiro o bom e velho yuri e de preferencia que tenha diabas peitudas se agarrando.

Na sua opinião o que você acha do estilo trap?

This entry was posted in ,,,. Bookmark the permalink.

17 Responses to Boku no Pico. Pra que tanta polemica? É apenas um desenho porno

  1. Anônimo says:

    Desde que a personalidade das/dos heroínas/nos seja feminina, não me importo. Pra mim o que importa é a conquista e não a H-scene. e_e

    Alem do mais, eu sou apaixonado por cabelos prateados desde que joguei Fate/hollow ataraxia e não poderia deixar de conquistar uma heroína assim. *-*
    A tag da VNDB de White-Haired Heroine é feita pra mim. >_<

  2. Anônimo says:

    Ei ei ei poderia me dizer que visual novels são esses?
    O da 1,2 e 3 imagem por favor.

  3. Erick Dias says:

    Eu gosto, admito =F. Post mais sensato que já vi sobre Boku no Pico... Teve alguns blogs por aí que pegaram tal anime para "resenhar" e fizeram textos ridículos de "haterismo". Falar mal, tudo bem, mas não precisa ter um ataque para isso...

    ...

    Muitos animes com traps eu vi/baixei só por causa dessas personagens, e doujins e fanart então, é o que mais tenho, numa quantidade igual ao de conteúdos comuns, como hetero, yuri etc. Com exceção de obras pornôs com homens musculosos exalando masculinidade, não tenho preconceito com quaisquer outros estilos...

    Em relação a eroges nunca joguei um que tivesse tal personagem, sendo que os que só têm traps mal há legendado em inglês, pelo que sei... Quanto aos tradicionais com uma rota com trap, conheço poucos, e estes que conheço nunca consegui achar...

    Tem como você citar alguns títulos que se encaixam no segundo tipo, os tradicionais com uma rota trap, que tenham sido legendados em inglês?

  4. jonhmaster says:

    No momento não vejo nenhum fansub com interesse de traduzir visual novels com "trap heroine".

    Mas aqui tem uma lista de jogos caso queiram conhecer mais sobre esse tipo de jogo.

    Yome Juu!
    Bokusuki! Boku o Suki tte Itte yo! (segunda foto de visual novel)
    Tenioha! ~Onna no Ko Datte Honto wa Ecchi da yo?~
    Josou Sanmyaku (ultima foto)
    Jun Nyan to Ichaicha Shitai Hito Senyou (primeira foto de visual novel)
    Usodere!

  5. Anônimo says:

    Você conhece alguma VN com diabas se agarrando?


    OBS:Li seu post e fiquei interessado nessa parte.kkkkk

  6. TW says:

    Bem, é bom ver que esse site está começando a mostrar mais generos, eu não tenho nada contra sobre esses jogos, eu jogo visual novels dependendo do enredo, se o enredo é bom, eu jogo e se não for... Bem, eu simplesmente não jogo, mas quando o enredo é bom, eu jogo independente do genero! Embora ainda há jogos que me ensinou a não julgar apenas pelo enredo basico...

    Como Hatoful Boyfriend por exemplo! O enredo parece bizarro (já que vc incorpora uma humana que namora ponbos!), mas se revela ter um enredo impressionante a medida dos finais que vc pega!

    Enfim, continue assim! Pois não se sabe quando pode achar jogos inovadores e cheio de surpresas!

  7. G Chagas says:

    Fenômeno Ariadna?

    Eu também adoro heroínas com cabelo branco, valeu pela dica sr. Anônimo.

    Me fez lembrar que eu tenho que terminar G Senjou no Maou, Tomoyo After e o proprio Fate Stay Night. Esqueci do Fate Hollow Ataraxia, vou checa-lo depois...

    Agora que os estudos estão terminando vou poder jogar mais Touhou, Visual Novel, Talvez o Wii U ano que vem... Que maravilha!

  8. johnny-sasaki says:

    todos tem que concordar que Boku no Pico nos proporcionou uma coisa legal:esse vídeo

    http://www.youtube.com/watch?v=Hdjv_afHmV4

  9. Aki-chan says:

    Boku no Pico não é yaoi ou hentai yaoi, é shotacon!

  10. LiosX says:

    Os Ocidentais tem muito que aprender a respeitar a cultura dos povos oriental, o Japão 90% da sua população são Ateus e por isso eles não vem problema disso que eu até sei o porque, no Japão é crime você ficar perto de garotas dos colegiais ou pedir informação a elas, Algum tempo atrás o japão tinha o maior índice de estrupo no vagão do metrô e trens... e o resultado foi o sufocamento da polícia que por um lado conseguiram prender os estrupadores de vagão e para piorar a pessoas inocentes tambem são facilmente confundido com bandido caso você chega a pedir informção para uma garotas... Agóra voltando aos games eu já joguei games com protagonista trap e Shotacon nunca vi problema com relação ao títulos, Obs. gosto dos game que tenha Surcubu Succubus *W* http://i.minus.com/i7ifYfdIftPLf.jpg Linda!!! (Obs. Os Evangélicos ficariam doidos e estariam me demonizando agóra KKKKKKKKKK!!!!)

  11. Anônimo says:

    Só uma correção. LiosX é esTUPRO não esTRUPO.

  12. LiosX says:

    Obrigado por me corrigir =D Anônimo, pena que não dá para concertar o post^^

  13. Anônimo says:

    Eu vi Boku no pico e achei legal, deu até pra gastar um pouco de papel higiênico, isso não afetou minha masculinidade em nada, .-.

  14. Anônimo says:

    Eu adoro trap,travesti(Newhalf no Japao),futanari so tenho tesao por elas e nao por homens masculos, tbm gosto de yuri estilo moe kawaii, ja peguei uma travesti estilo trap nao me arrependo, sou viaciado em manga e hentai traps,travesti e futanari foi eles que me deram coragem pra eu pegar um de verdade, as vezes hentai influencia sim no comportamento das pessoas, mas cada caso é um caso, hoje eu prativo inversao com minha esposa ela me come e sou mulhersinha dela graças ao anime Boku no Piko, ela acha esquisito mas topou numa boa.

  15. MGJ Sakazaki says:

    Que isso vei!!! De onde saiu este kara ein John? O_o #Medo de certas realidades conjugais =s kkk

  16. Eu apenas ACHO, que é pela pedofilia explicita, mas só acho kkkkkkkk

  17. E quem falar de cultura tem que visitar o Japão, pois mesmo no Japão é mal visto pela sociedade, lá eles evitam tocar nesse assunto, sabem que tem, assim como sabem que existe a Yakusa, mas evitam falar disso. E cultura não é desculpa, se fosse eu respeitaria os turbantinho apedrejando mulher.

Leave a Reply