Pirataria. Nos damos o devido valor aos jogos?



Vídeo Games é um entretenimento que começou com pouca força no início, que nos dias de hoje é um entretenimento que anda competindo com a TV e Cinema. A abundância de jogos que temos hoje em dia é tão grande que mesmo quem não curte muito o entretenimento acaba se rendendo a determinado jogo.

Para quem le esse blog sabe que os jogos comentados aqui são jogos japoneses, mas assim como esse e nos vários tipos de jogos, todos eles sofrem com um mesmo problema que se chama pirataria.

A pirataria hoje em dia esta bem forte em relação ao início. Tem empresas que graças a pirataria consegue uma grande popularidade como é no caso de minecraft que é bastante pirateado, mas isso serviu como divulgação e teve um retorno nos lucros.

Porem tem projetos de jogos que acabam não indo para frente devido a pirataria, da mesma forma que ajuda também pode prejudicar bastante uma empresa de jogos. Você provavelmente deve estar se perguntando que eu estou contra a pirataria. Antes de mais nada para esse assunto eu sou bem neutro, a ideia dessa postagem é esclarecer e não condenar.



Vale lembrar que a pirataria é bem neutra, quem sabe se moldar a esse problema presente hoje em dia se da bem. Ate nichos como visual novel começaram a surgir no ocidente devido a comunidades fortes como o HongFire que pirateava visual novels e doujin games que aos poucos foi surgindo o interesse de vender esses jogos no ocidente. Graças a pirataria muitas empresas japonesas viram essa oportunidade para vender visual novels e jogos japoneses no ocidente.

Agora temos a MangaGamer e Jast Usa que traduz visual novels, temos a Nyu Media que se foca em trazer doujin games para o ocidente com um bom preço gerado pelo Steam. A pirataria não acabou graças a isso, mas essas empresas estão conseguindo dinheiro e atendendo o publico ocidental em relação a esses jogos.

Porem tem gamers que não compram o jogo original isso é fato. Tem aqueles que baixam uns e compram outros, temos aqueles que não compram e so baixam jogos específicos, e aqueles que baixam uma porrada de jogos pirata. Jogo é caro, e graças ao imposto fica mais caro ainda. Mas é necessário baixar mais de 100 jogos piratas para jogar? Aposto que não vai zerar nem 5% de todos esses jogos baixados.


Antigamente os jogadores tinham uns 3 a 8 jogos originais na era 16 bits, e mesmo com essa quantidade pequena de jogos eles estavam satisfeitos. Hoje em dia o gamer não fica satisfeito com nada e menospreza a maioria dos jogos, onde os mesmos não são algo barato de se produzir. Comprar jogo original não é fácil, para muitos ter um jogo original é algo de 3 em 3 meses, 6 em 6 meses ou mais. Aqui não esta sendo discutido para você parar com a pirataria, afinal a vida é sua o computador e o vídeo game são seus.

Baixa pirataria, mas gosta muito de um jogo e uma franquia? Compra esse jogo. É uma forma de você manter aquela franquia de jogos que você ama viva e com jogos melhores. Tem Steam? Melhor ainda que você vai ter preços bem mais em conta.

No final ninguém no momento tem condições de parar com a pirataria, isso é algo que faz parte da nossa sociedade. Eu baixo musica, jogos, quadrinhos e filmes. Você também baixa, não tem problema nisso. Mas tenha zelo pelo entretenimento que você esta consumindo, não que você va agora torar uma grana desenfreadamente, comece aos poucos e compre aquilo que você ama e gosta de jogar. Isso ajuda a empresa a continuar existindo e trazendo bons jogos.


Essa postagem eu decidi fazer em relação a uma conversa que tive com um amigo meu, onde ele compra jogos originais para PS3, e gostei sobre a opinião dele sobre por que é necessário a comprar o jogo original. O intuito é so conscientizar o leitor sobre a pirataria, afinal vamos ser francos, ninguém vai trocar um prato de comida para comprar um software original.

Todo mundo tem uma renda salarial diferente, vai ter pessoas que tem condições e outras não. Não da para julgar o publico por causa disso. Antes de finalizar a postagem eu vou indicar sites que são bons para quem busca bons preços para jogos. E também uma alternativa a pirataria.

Links:

GOG

Nesse serviço ele oferece jogos antigos de computador por um preço bastante em conta. Todos os jogos são disponibilizados por download, onde você pode baixar o jogo que você comprou quantas vezes quiser. O arquivo do jogo não precisa acessar a internet para confirmar a utilização do mesmo, você pode gravar o jogo num CD e pode passar para outros computadores sem problemas.

RedBox

Nesse serviço serve para comprar e vender seus jogos usados nesse site. Com isso você pode obter os jogos com um preço bastante em conta. Eles analisam as condições do estado do jogo antes de colocarem em seu estoque. É um bom serviço também para você que nunca mais vai jogar determinado jogo e quer trocar por outro.

Onlive

No caso do Onlive ele é um serviço que da para jogar seus jogos na nuvem, ou seja você não instala nada no seu PC, você joga os jogos num servidor e o que eles te mostram é apenas o vídeo de um jogo rodando. Você pode alugar o serviço por um mês e jogar qualquer jogo que quiser no estoque deles. É possível jogar os jogos também num tablet android, e como jogar na nuvem é algo ainda inicial eles tem poucos jogos e é recomendável ter uma internet de pelo menos 10 Mbps.

Game Stop

Similar ao RedBox so que especializado em games e tem um serviço mais completo.

Nuuvem

Serviço brasileiro similar ao Steam. Nesse site permite você comprar jogos por mídia digital com preços bem mais em conta que comprando uma mídia física. O site é novo mas anda recebendo boas criticas e costuma oferecer boas promoções. Se você pretende comprar seus jogos nesse site recomendo sempre ficar de olho para pegar boas promoções, e o mesmo não tem problemas em fazer download do mesmo jogo em outro computador, alem de ser possível fazer compras por boleto bancário.

Steam

No momento o site mais usado para fazer compras de jogos por mídia digital. Na recente entrada ao Brasil, é possível fazer compras em real e pode fazer compras por boleto bancário.

Finalizando essa é minha opinião sobre a pirataria, mas essa discussão pode adquirir uma opinião diferente e para isso existe o comentário. Qual sua opinião sobre a pirataria? Você acha que ela prejudica a industria dos games?

This entry was posted in ,. Bookmark the permalink.

5 Responses to Pirataria. Nos damos o devido valor aos jogos?

  1. G Chagas says:

    http://www.youtube.com/watch?v=9xbK8GHymZw
    Um bom vídeo do Izzy sobre o assunto de "corrupção pessoal" e também pirataria. Altamente recomendado.

    Muita gente não compra jogos que custam literalmente 10 reais e o pirateiam sendo que um lanche do Mc Donalds é 2 vezes mais caro e dura só uns minutos sendo que o jogo vai estar eternamente na sua conta da steam.

    Eu pirateio, mas tento sim comprar o máximo possível, e não tem desculpa para as promoções de 75% da Steam.

  2. jonhmaster says:

    Eu acompanho o Izzy Nobre e gosto do blog, vlogger e a participação dele no podcast 99vidas. O vídeo dele falando sobre corrupção pessoal mostra muito bem a realidade do brasileiro.

    Quem nunca foi chamado de besta por comprar jogo original enquanto tem o pirata na internet? Vejo esses casos direto.

  3. Phe says:

    Queria saber e para joga as visual novel tenho que ter algum tipo de emulador no meu pc? eu baixei uma visual do little busters mais n consigo jogar

  4. Anônimo says:

    quando tinha apenas um ps2 so usava jogo pirata, começei a comprar jogos originais há alguns anos pro ps3/xbox/3ds, ainda uso pirata no xbox, mas o tempo jogando em jogos originais é infinitamente maior do que os jogos piratas. quem usa muito jogo pirata "joga muito e termina quase nada".
    uma boa alternativa para quem tem PS3 é assinar a Playstation Plus,vale muito a pena.

  5. Anônimo says:

    Hm pirataria, eu vejo como um assunto diretamente ligado a educação e valores de um grupo.

    Quando eu era um adolescente costumava comprar jogos originais sim, mas quando fui roubado e perdi os mesmos comecei a comprar produtos piratas. (especialmente por que o dinheiro não era meu mesmo) era mais fácil convencer a mãe a comprar algo de 10 reais do que algo de 70.

    Depois disso, comecei a ler sobre e gostar da Cultura Japonesa, quando surgiu a Steam e consegui meu primeiro emprego - por sinal desenvolvendo jogos - eu já tinha uma mente mais bem formada e entendia como era importante vender um jogo que seja.

    A partir de então eu comecei a comprar os antigos titulos que havia jogado anos atras e sempre que possível passei a comprar jogos originais.

    No caso das novels ai fica um pouco complicado. Primeiro os produtores japoneses (alguns) ainda persistem com a ideia de manter os títulos apenas no mercado interno. Então fica difícil entender a pirataria uma vez que eles nem queriam que jogos assim chegassem as nossas mãos. Segundo em geral as traduções feitas por Subs costumam ser superiores em qualidade do que as de uma empresas de traduções. Terceiro que nem todos sabem a linguagem japonesa o bastante para comprar via web. E por fim nem todos sabem quais são os websites seguros para comprar uma cópia do jogo.

    Então o mercado fechado e a falta de traduções boas são fatores fortes para a pirataria. Mas como o pessoal mencionou ali em cima não são os únicos e pessoalmente a "Corrupção Pessoal" de muitos desta nação é ainda mais forte que os problemas de mercado ou o fato de não ter grana própria.

Leave a Reply