O MOE aplicado nos jogos é algo ruim? Até que ponto garotas bonitinhas interferem num jogo?


Garotas sensualizadas e fofinhas no universo da animação japonesa é algo relativamente normal. Não é de agora que isso é usado na animação japonesa e que dividi muito bem o publico que ama e odeia esse estilo.

Na minha opinião animes muito focados no moe e garotas fofinhas é algo que me irrita profundamente. Porém o objetivo desta postagem não é falar do estilo aplicado nos animes e sim como isso funciona nos jogos japoneses. Sempre tive um certo preconceito em jogos que "explodem" com coisas coloridas e garotas bonitinhas gritando desesperadamente como se estive-sem sendo estrupadas.

Mas como nos jogos a coisa costuma ser diferente, afinal você esta interagindo no jogo e não fica só acompanhando a vida cotidiana dos personagens. Um dos jogos que fez mudar um pouco meu preconceito em relação a esses tipos de jogos foi Touhou. O jogo Touhou é um shotting game onde você sai voando com garotas fofinhas e sai destruindo fadas e monstros, onde no final de cada fase aparece um boss; onde é uma garota fofinha que fala coisas desnecessárias.

Uma das coisas que mais gostei no Touhou é o seu forte fator de replay. Você tem varias dificuldades: Easy, Normal, Hard e Lunatic. Os bosses em seus golpes especiais usam o tal de "Cards", onde se você sobreviver ao ataque sem morrer (obvio) e não usar bomba, o card é adicionado a sua lista de cards com o seguinte nome e dificuldade que foi habilitada. Dependendo da dificuldade os bosses podem usar magias mais difíceis e cards mais raros e difíceis de conseguir. Alem que o jogo tem records que anotam tanto o sua pontuação em determinado level, alem de quantas horas você já passou jogando aquele jogo de Touhou.


Touhou é um prato cheio pra quem busca uma boa jogabilidade e desafio. Porém Touhou não foi o único jogo com esse fator de garotas bonitinhas. A franquia de jogos Puyo Puyo com sua jogabilidade simples é um jogo que até hoje domina os arcades japoneses. A franquia surgiu em 1991 através do JRPG "Madou Monogatari" da Compile.

Os jogos pegam as garotas moe que aparecem nesse RPG e inserem dentro desse jogo chamado Puyo Puyo. A jogabilidade é necessariamente justar quatro ou mais slimes de mesma cor para fazer eles sumirem, onde fazendo isso, é enviado slimes fantasmas para o campo adversário que só somem caso o mesmo formar quatro ou mais slimes próximos a esse slime fantasma para fazer ele sumir. No jogo da para formar combos de slimes para derrotar mais rápido o seu adversário.

Para quem está começando a jogar recomendo começar pelo Puyo Pop e Puyo Pop Fever do Game Boy Advanced. O jogo não tem misericórdia pra quem esta começando, muitos menos nas versões de arcade e de Mega Drive e Super Nintendo. Mesmo o jogo tendo uma quantidade grande de personagens fofinhas que gritam desesperadamente, ele consegue atender as expectativas de quem busca uma boa jogabilidade e diversão.

Apesar que a franquia Puyo Puyo é algo que fez mais sucesso entre os japoneses, e não tem um publico tão forte no ocidente. Se foi por falta de investimento ou de interesse do publico ocidental, eu desconheço. Mas se você gosta de Puzzles com bons elementos de Estrategia de uma jogada nessa franquia, e espere morrer bastante nesse jogo.


Um dos jogos que mais me surpreendeu recentemente foi o Hatsune Miku: Project Diva. Nem tinha muita fé no jogo, afinal nunca fui muito fã de vocaloids. Mas como a Sega estava responsável pelo jogo eu decidi dar uma jogada e não me arrependi. Um outro jogo que também apela pra esse elemento mais costuma adicionar um forte erotismo foi o Burunyanman Portable. Porém diferente de muitos que seguem essa linha o jogo de shotting game consegue ser divertido e desafiante alem de ter uma boa trilha sonora.

Como sabemos esses jogos que eu falei são exceção a regra e como podemos ver em sua maioria que sai no Japão tem como objetivo agradar em uma única coisa o moe e erotismo. E por incrível que pareça esses jogos vendem bastante no Japão, mesmo não tendo nenhuma boa jogabilidade, trama ou trilha sonora que salve o jogo.

Mesmo que o jogo seja péssimo em jogabilidade, trilha sonora e diversão. Ele investe em agradar em outros aspectos como o moe e erotismo bem executado. Tem um publico forte que gosta desse tipo de jogo, ele não quer ter nada frustante, ele quer simplesmente vivenciar esse universo com essas personagens que sempre são graciosas e fazem coisas bonitinhas e sensuais. Esse tipo de jogo vende muito no Japão, mas como sabemos jogos assim não costumam chegar no ocidente, tanto por falta de interesse do ocidente quanto do oriente em vender esse tipo de jogo aqui.


Temos os jogos que são meio termo também e conseguem agradar tanto na jogabilidade quanto na sua proposta de ser excitante com as personagens. Bons exemplos de jogos como Disgaea e Summon Night que consegue ser bons RPGs e ter garotas bonitinhas, mas sem estragar o bom desenrolar do jogo.

Disgaea foi um dos que conseguiu permanecer com um forte publico no ocidente e até hoje vender bastante no ocidente, mesmo tendo alguns elementos e piadinhas sexuais bastante presentes. Por outro lado Summon Night não se deu muito bem no ocidente, infelizmente.

Como disse no inicio da postagem eu não curto muito o estilo MOE em si, acho algo bem chato quando inserido ao extremo num anime e manga. Principalmente em anime por investir apenas em situações que explorem essa adoração por essas garotinhas fofinhas. Num jogo em certas situações podem agradar bastante sem prejudicar a jogabilidade e sendo apenas um contraste para o jogo, o que não deixa de ser algo bom. Mas como sabemos, esse estilo é muito usado para fazer jogos que peguem o publico que é fã desse estilo de animação e não para agradar uma gama de jogadores.


Eles querem um publico certo, e não veem necessidade de investir seu dinheiro em outros elementos do jogo. Não vejo problema nisso, afinal assim como nos animes e filmes, sempre tem um publico alvo. Porém isso criou a fama que todo o jogo que tem esse elemento é necessariamente ruim, onde sabemos que isso não é verdade. Mas estamos tão acostumados a ver jogos meia boca com moe e erotismo exagerado que logo vemos como um jogo descartável e sem importância. É difícil encontrar um jogo proveitoso no meio de tantos com esse estilo, mas sempre existem exceções.

É ate difícil falar desse tema (moe). Sei que tem um publico que curte isso no ocidente, e que de certa forma é muito criticado, muitas vezes por besteira em relação a esse gosto. Gosto não se discuti, eu só acho o estilo chato por endeusar muito uma personagem desnecessariamente e quase não ter desenrolar na historia e na vida cotidiana do personagem. Enfim qual sua opinião em relação ao moe nos jogos e animes? Como você analisa jogos que apelam para esse estilo?

This entry was posted in . Bookmark the permalink.

1 Response to O MOE aplicado nos jogos é algo ruim? Até que ponto garotas bonitinhas interferem num jogo?

  1. Kouma Yukari says:

    suahsuahsa, falando assim faz parecer até que o Japão tem "vergonha" de vender pra nós. Enfim, eu não jogo jogos já faz tempo, então nem tenho muita base no que vou dizer mas, acho que a questão é como os japoneses valorizam demais a mulher, em geral. Garotinhas fofinhas é apenas consequência disso.

    E também, o Japão é um povo muito isolado, fechado, por isso a maioria das coisas que eles fazem são voltadas exclusivamente para eles.
    Acho que não é nem por causa deles não pensarem em nós, do ocidente, e sim por ser mais como uma tradição mesmo.

Leave a Reply