Cuidado. Video game faz você ficar violento.


Eu nem pretendia fazer uma postagem sobre essa tema, afinal isso foi debatido em vários locais da internet e na Tv Aberta. Como todos devem ta sabendo do caso do garoto que "matou" a família inteira que estava dormindo, onde todos os tiros foram na cabeça sem errar nenhum, coisa que nem eu faço jogando Conter Strike, imagina na vida real.

Eu não acompanho a Tv Aberta a anos (e nem pretendo voltar), mas mesmo não sendo mais um acompanhador desse entretenimento, eu li vários comentários na internet a respeito de um jornal da Record onde um jornalista mostrou o tal jogo assassin creed e isso gerou uma grande revolta para o publico gamer. Tv é algo que você acompanha se quiser, sou totalmente indiferente a esse caso.

Quem se deixa a ser influenciado por um repórter sem ao menos contestar não merece atenção. Porém é logico que um jornal  usou isso para polemizar e ganhar audiência, afinal dinheiro vem a frente de um bom jornalismo e o esclarecimento da população.


Enfim, casos como esse sempre reabrem a velha discussão de que games tornam as pessoas violentas, onde elas podem da noite para o dia pegar uma arma e sair dando headshot nas pessoas e depois se matar. Games influenciam? De certa forma sim, da mesma forma que filmes, livros, quadrinhos podem influenciar as pessoas.

Mas claramente ao longo dos anos, vemos que casos assim são bastante isolados. É so você calcular quantos jogos Assassin Creed vendeu, milhares né. E quantos pegaram uma arma e saíram matando as pessoas? Então você culpar os vídeo games  a um assassinato é algo meio sem sentido, da mesma coisa que falar que a culpa é do cinema porque um garoto pulou de um prédio achando que é um Super Man. A diferença é que a industria do cinema ainda é mais forte que a do vídeo game.

Então logo culpar um filme ou um livro é algo mais difícil de acontecer, afinal é um entretenimento que esta a mais tempo e se adaptou a população. Enquanto vídeo game é algo novo, onde as pessoas de certa forma estão conhecendo agora. Então é por essas e outras que nunca levo a serio casos como esse, afinal o cara que faz uma afirmação que os jogos são responsáveis pela violência nunca jogou um jogo na vida.


Jogos, filmes e livros tem faixa etária, justamente para evitar isso. Se uma criança joga um GTA e ninguém impede isso a culpa não é do jogo. É simplesmente incompetência dos pais que não educam seus filhos, porque se estivem preocupados com seus filhos, veriam que tem um numero "16" e "18" bem grande informando que o mesmo não é recomendável para essa idade.

Não adianta nos aborrecermos com esse caso, quem não gosta ou nunca experimentou algo novo da nova geração sempre vai fazer criticas infundadas a esse aspecto. Porém mesmo que esse publico critique o entretenimento que gostamos não devemos faltar com o respeito a eles, não adianta brigar por algo besta como esse. Mas uma coisa podemos fazer, é simplesmente desligar a TV e não darmos audiência e fama pra quem não respeita ao grande publico gamer que temos no Brasil. Garanto que isso vai ser uma boa resposta a Record.

Qual sua opinião em relação ao caso do garoto do Assassin Creed? Você acha que jogos violentos tornam as pessoas violentas?

This entry was posted in . Bookmark the permalink.

6 Responses to Cuidado. Video game faz você ficar violento.

  1. Esquálido says:

    Que isso cadê o resto da matéria? Estava gostando dessa introdução e rindo dessas imagens loucas do The Shinning no novo Smash Bros e quando fui ver acabou a matéria! Mas tudo bem esse é um assunto velho e todos sabem a solução mesmo, então está perdoado, é igual a essa polêmica da "Cura Gay" ignora e não dá papo para maluco que coisa passa. video-game influência os atos de uma pessoa? Sim, filmes, novelas, livros (veja a polêmica do 69 tons de cinza) e no final veremos que tudo influencia os atos de alguém, principalmente as crianças. Mas sabe de uma coisa, uma coisa influencia 95% os atos de uma criança e essa coisa é a sociedade. Pais, família, amigos colégio, pracinha da esquina, "turminha das redes sociais", programas de tv (olhe essas coberturas das UPPs), tudo isso é muito mais influenciador. Em primeiro lugar temos os pais, esse garoto era filho de dois policias e acho que de longe essa era a maior influência de todos (afinal nem tem muitas armas de fogo em assassin's creed!, provavelmente ele tinha problemas na escola e talvez algum distúrbio mental (aquele garoto de Columbine pegou uma doença que a sociedade passou para ele). Portanto antes de culpar os jogos, devemos arrumar essa selva de concreto que chamamos de sociedade, brasileiro é racista, egoísta e ignorante, simplesmente estamos voltando os olhos para a causa errada por preguiça de tratar a raiz do problema.

    Outra coisa: esse blog todo dia tem matérias boas, mas quase nenhum comentário e discussão!

  2. Anônimo says:

    "Ninguém impede isso a culpa não é do jogo. É simplesmente incompetência dos pais que não educam seus filhos, porque se estivem preocupados com seus filhos, veriam que tem um numero "16" e "18" bem grande informando que o mesmo não é recomendável para essa idade."

    *Perfeito*

  3. Anônimo says:

    Bem pode ser apenas uma teoria da conspiração mas, nao acredito que o garoto tenha matado toda sua familia pesquisando o acontecido mais a fundo podemos ver varias coisas que demonstra que ele nao é culpado ,bem ... pelo menos na minha visao ... fora isso o artigo em questao esta muito bom e realmente como dito antes jogos influenciam assim como outras midias.
    Estes casos sao apenas formas da midia conseguir seu ganha pao sempre foi assim e continuara por um bom tempo ... foi a mesma coisa com manhunt e posta entre outros titulos enfim pra quem realmente deu um pouco de atenção ao ocorrido sabe q a ubsoft ja se pronunciou e postou isso :

    "Em resposta aos pedidos de posicionamento da Ubisoft sobre o caso da família Pesseghini, trata-se de uma tragédia e nossos pensamentos e orações vão para a família e os amigos das vítimas. Nessa hora de consternação de toda a sociedade, é natural a busca por respostas.

    No entanto, em nenhum estudo até agora realizado há consenso sobre a associação entre a violência e obras de ficção, incluindo livros, séries de televisão, filmes e jogos. É uma falácia associar um objeto de entretenimento de milhões de pessoas, todos os dias, em todo o mundo, com ações individuais e que ainda estão sendo esclarecidas. Novamente, isso é uma tragédia sem sentido e os nossos pensamentos e orações estão com a família e amigos das vítimas.

    Agradecemos aos fãs da série que manifestaram apoio contra mensagens sensacionalistas associando o jogo à tragédia e convidamos a todos a se solidarizarem com a família e os amigos das vitimas."

    E quem ainda acha que o pobre garoto foi influenciado pelos games eu so lamento por sua ignorancia e que deus perdooe a alma dos pobres infelizas que realmente fizeram tal atrocidade pois como dito antes nao acredito ter sido o menino ...

  4. Kouma Yukari says:

    Creio que a própria polícia que afirmou ser o garoto o autor do crime está cagando e andando se foi culpa do jogo ou não. Só usaram isso como desculpa pra encobrir as falhas dentro da corporação, e o repórter vai lá e se aproveita dessa hipocrisia.

    Pensando agora acho que ele não falo nem com a intenção de condenar o jogo, como você falou no texto, é tudo pela audiência. E, a polícia não mostrar outras evidências só prova que eles estão usando o garoto morto como bode expiatório. Pode até ter sido ele quem os matou, mas quem nega que alguém ameaçou ele pra fazer isso? Os pais são policiais, a cabeça deles vale alguma coisa...

    O problema da condenação está na falta de ceticismo do povo, acham que tudo que vem da mídia é verdade absoluta.

  5. MGJ Sakazaki says:

    Poderia falar bonitinho mostrando um certo grau de intelectualidade, mas não vou me por a tal papel. Pra mim o shonen não foi o culpado (não totalmente) creio que ele talvez tenha feito parte do crime, mas ainda acho que havia mais culpados.

  6. Vendo as reportagem sobre o caso eu fiquei pasmo com tanto clichê.

Leave a Reply