A triste bitolação por notas em reviews de jogos.


Vídeo game foi um entretenimento que aos poucos foi conquistando mercado nos anos 90. Hoje em dia, esse entretenimento vende mais que a industria do cinema. Graças a isso temos os mais variados jogos para vários perfis e gêneros de pessoas.

Hoje em dia só não joga quem não quer, afinal tem jogo em tudo inclusive no celular. Mas com a grande quantidade de jogo é normal criarmos um "atalho" para pegar aquele jogo especifico que vamos ter grande certeza que vai nos agradar. Com esse pensamento em foco, surgem revistas de games e hoje em dia temos os portais de noticias de jogos, que alem de informar, servem também para analisar o nível dos jogos que costumam lançar.

A grande maioria deles (ou todos) costumam fazer uma breve analise onde finalizam dando uma nota para o jogo. Onde até ai nada que já não era feito nas revistas de games dos anos 90. Os jogos evoluíram, mas o conceito de fazer um review de jogo continua na mesma visão de 20 anos atras. Pode não ter tanta precisão, mas as notas ajudam muito aqueles que buscam um jogo de seu agrado. As notas servem e ajudam muitos consumidores a tal ponto que a nota dada por quem analisou o jogo é o que vai determinar se o jogo é bom ou não.


Presenciei até uma discussão engraçada, onde como grande parte das discussões de internet não leva a nada. Uma pessoa estava discutindo que tal jogo era bom por ter alta nota nos portais de noticias, enquanto outro discutia que não gostou do jogo por não atender as suas expectativas, alem do gameplay ser repetitivo como a maioria dos jogos que ele jogou. Dando o estopim para a discussão, o garoto falou que o jogo é bom por ter o gráfico, os requisitos técnicos alem da jogabilidade terem ganhado uma boa analise. E que gosto pessoal não significam nada.

Ou seja, você gostar de um jogo por ele apresentar uma jogabilidade divertida para você, não vale nada. Afinal opinião pessoal de quem jogou não conta, por ele não ter analisado a parte técnica do jogo. Então basicamente você dizer que o picolé Magnum da Kibon é bom na sua opinião não vale de nada, por você não ter analisado a formula do picolé, alem de não ter lido a receita e como o sabor é implementado.

Um exemplo bom em relação as notas e essa besteira de analise técnica é sobre a nota do Sonic Lost World do Nintendo Wii U. Aqui no ocidente muitos portais de noticia de jogos deram nota baixa para o jogo, enquanto na Famitsu e em outros portais de noticias de jogos no Japão a nota foi muito alta. O mais interessante disso é que muitos dos jogadores que jogaram Sonic Lost World reclamaram das notas baixas, e falaram que era algo injusto em relação ao jogo que apresenta um nível de diversão e jogabilidade boas.


E enquanto isso, muitas pessoas que nem jogaram o jogo fala que Sonic Lost World é ruim por causa das notas baixas, mas nunca se quer jogaram o jogo. E mesmo se jogassem falariam que o jogo é ruim, porque estão tão acostumadas com esse sistema de notas que limitaram o seu pensamento a aquele único método de analise, não aceitando nenhuma opinião que seja contraria a opinião dada pelos portais de noticias de games.

Algo similar foi o que aconteceu com GTA V. Diferente de Sonic Lost World que teve notas baixas, o GTA V teve tudo nota 10 nos portais de games, com a exceção de um site; onde nele deu nota 9 para o jogo. Só por causa disso teve um grande movimento nas redes sociais que aquilo era um absurdo. E pelo pouco que vi, parece que foi uma mulher que fez a analise do jogo, onde com isso elevou o numero de xingamentos machistas dizendo que mulher não sabe nada de vídeo game e que sua opinião não vale nada; mas esquecem que o publico feminino representa quase metade do publico gamer.

O que da para reparar no caso de notas em jogos é simplesmente o desejo de ser da maioria. Se tal jogo tem nota boa e eu comprar significa que eu tenho bom gosto e sei apreciar bons jogos. Caso eu pegue jogos que saiam desse "grupinho" eu não posso ser levado a serio, por não gostar de jogo "bom" como jogos de guerra e futebol. Isso não passa de pura elitização do entretenimento onde os próprios jogadores criaram para se intitularem melhor ou maior conhecedor de jogos do que outras pessoas, onde no final essa simples ostentação besta não vai fazer o consumidor ganhar nada com isso.


Porém isso não é nada surpreendente, é normal na industria do entretenimento termos grupos que gostam de ostentar conhecimento ou posse determinado produto. Do mesmo jeito que acontece nos jogos, acontece no cinema, anime e até mesmo nos quadrinhos. No caso do cinema, eu vejo um filme para me divertir, muito longe de eu analisar tecnicamente um filme, estou assistindo com o único intuito de ver o filme e nada mais.

Enquanto outros analisam o filme e muitas vezes xingam quem gosta de determinado filme por ele apresentar muitos erros. Na internet vejo muito disso, desde o cara ter que gostar ou não gostar de determinada coisa para ele ser considerado "conhecedor" de algo que não vai dar nada a ele; nem dinheiro e nem elevação moral. Só que ostentar saber muito sobre algo é mais importante do que tentarmos entender as outras pessoas e até mesmo respeita las.

Portais de games fazem um bom trabalho, mas não se esqueça que quem analisa esses jogos são seres humanos e como seres humanos eles tem opinião própria, alem que cada um aprecia e ver os jogos de maneira única e diferente dos outros. Só você sabe de qual tipo de jogo você gosta, se você deixa de comprar um jogo porque alguém diz que ele é ruim, você está deixando de se divertir por causa da opinião alheia. E cai entre nos, é apenas um jogo, não precisa de tanto drama pra isso; pegue o jogo, execute e jogue. Simples assim.

Não vejo os portais de games como algo prejudicial. Tem muita informação interessante ali para quem gosta de se informar sobre jogos e fazer uma boa busca do que comprar no futuro. Mas não leio reviews dos mesmos, não gosto da maneira que se analisam os jogos, dando mais méritos a uns e menosprezando outros. Reviews eu leio, mas de blogueiros que falam de uma maneira mais informal, e sem aquele linguajar das revistas dos anos 90.


A culpa disso é dos portais de noticias de games? Não. Como qualquer portal grande noticias eles tem que ganhar dinheiro, e pra ganhar dinheiro eles vão fazer algo que agrade o grande publico. Reviews de games com notas existem e são feitos dessa maneira porque o publico quer assim. Desde que o grande publico não sinta interesse mais nisso, esse tipo de review deixa de existir.

O grande problema nem são os reviews e sim as pessoas. No final é apenas um monte de pessoas discutindo por algo besta, é só um jogo. Tem pessoas que se sensibilizam mais fácil e se encolerizam mais facilmente quando escuta uma opinião contraria ao seu gosto. É normal se irritar quando essa opinião contraria vem com o intuito de ofender a pessoa. Mas vale lembrar que muitas vezes o cara só pode estar expressando sua opinião.

Considero esse assunto interessante a ser debatido, por de certa forma não só abranger os jogos mas sim todo um universo de entretenimento; desde jogos, filme a animes e mangas. Gostaria de ver uma opinião de outras pessoas em relação a esse tema. O que você acha sobre essa mecânica para analisar games? É necessário levar reviews e analises técnicas a serio?

This entry was posted in . Bookmark the permalink.

4 Responses to A triste bitolação por notas em reviews de jogos.

  1. Adoro esses posts pra debater opiniões (a.k.a criar tretas) aqui na VNBR, rs. Não costumo levar reviews a sério. Eu compro até hoje algumas revistas de games, assisto alguns vídeos de pessoas que analisam e falam sobre jogos no youtube, e leio reviews online. Mas eu costumo fazer isso DEPOIS de ter terminado de zerar o game, e de ter criado minha própria opinião sobre o mesmo. Não leio os reviews para saber se o game é bom, ou para saber se vale a pena comprá-lo/baixá-lo: Eu só leio para saber se as outras pessoas gostaram (ou odiaram) da obra tanto quanto eu, e qual é a opinião delas, e também, ás vezes algum detalhe do jogo passa despercebido por mim, e eu posso conhecer melhor o game lendo a análise. Não tenho o costume de comprar ou deixar de comprar algo só por causa da opinião das outras pessoas.. Pois acredito que cada ser humano é único, e cada tem um gosto diferente. Ninguém vai analisar de maneiras iguais. Por isso, prefiro ter minha própria opinião sobre algo antes de ler as opiniões dos outros, rs.

    E mais: Outro motivo pra eu não ler análises antes de pegar algum game é que.. Eu gosto de jogar sem saber absolutamente nada sobre a jogabilidade ou a história. Porque se eu conhecer demais, eu acabo criando expectativas demais, e depois me decepcionando. Por isso gosto de pegar os games aleatóriamente, e jogar assim mesmo :} Parece que fica mais divertida a experiencia desse jeito rs porque eu nunca sei o que esperar, vou sem expectativas, e acabo me surpreendendo.

    Espero que dê pra entender meu ponto de vista :} me enrolo um pouco pra escrever.

  2. Oldman. says:

    Post perfeito, me lembrou do caso de Shining Hearts, o jogo não foi tão bem nas vendas por conta de reviews, onde a maioria disse que o jogo era horrível mas pessoas que curtem rpgs com elementos de novel adoraram falavam que discordavam o hate rolou.

    Eu acho ridículo avaliar o jogo pela nota que algum site deu, até por que todo mundo tem preferências, inclusive a staff de um site, portanto é totalmente errado eles afirmarem que o jogo é ruim de acordo com o gosto deles. Infelizmente muitos sem querer trazem o gosto pessoal para o review, o que acarreta em uma tremenda confusão.

    O que eu quero dizer é que o gosto de cada um afeta o review e as pessoas esquecem disso, já que hoje em dia se resume em "your taste is shit", "My taste > Your taste" e coisas assim.

  3. JulioAxcel says:

    Em relação a análise eu acredito em algo que o Zangado disse "A análise deve avaliar os pros e contras de um jogo e quem decide se é bom ou não é a pessoa que a está lendo/ouvindo/assistindo, muitos já me pediram pra dar nota mas eu não faço isso, porque eu não sou nenhum mestre do video-game e nem sei fazer jogo pra dar nota"
    Vejo as análises como mero material de pesquisa ou entretenimento, ajudam a conhecer mais do jogo e coisas assim, comentário pessoais do autor estilo rage são deletados da minha mente kk.Um erro comum é as pessoas tomarem a opinião de um redator como sua própria, já cheguei a cometer esse erro e quebrei a cara depois, formei uma opinião bem diferente da "Aclamada análise do site famoso"

  4. Vitz says:

    Tem uma coisa que me falaram uma vez no curso de Artes Visuais que eu guardo comigo até hoje: "Não se faz crítica a nenhuma obra baseado na opinião de outra pessoa. Em outras palavras, se for criticar, que o faça de maneira pura e livre da presença de opiniões alheias".

    Por isso toda vez em que eu aprecio um objeto artístico (dos jogos até a música) eu evito ao máximo ler antes alguma crítica em relação à obra. Eu considero isso um erro que as pessoas cometem com muita frequência e você acaba meio que desrespeitando quem fez o trabalho (e consequentemente quem gostou também), fora que acrescenta um fator tendencioso na sua opinião.

    Tá certo que com jogos (e algumas outras mídias) as pessoas ficam com medo de gastar a grana para jogar e leem a review antes por isso (e isso é compreensível), mas elas tem que ter em mente que o que elas estão lendo pode afetar a opinião final delas.

    Mas claro, eu sou mais estrito com a maneira que eu analiso uma obra porque eu faço Artes Visuais e sou metódico, nem todo mundo precisa ser como eu. =P

Leave a Reply