Archive for Fevereiro 2014

Danganronpa 3 pode estar sendo produzido.



A franquia de Danganronpa parece ser uma franquia que está longe de acabar. Desde quando foi anunciado o spin-off do jogo "Danganronpa: Another Episode", já se falava de um terceiro jogo em produção.

Recentemente a Chunsoft mostrou interesse em produzir um terceiro jogo da franquia e até falaram como seria o novo jogo. A nova aventura de Danganronpa se passará entre o primeiro e segundo jogo da franquia. E nesse novo jogo irá apresentar a primeira protagonista feminina, onde ela é a irmã de Makoto Naegi.

É cedo para afirmar que o jogo será produzido, apesar que a franquia é muito bem elogiada tanto no Japão quanto no ocidente. Então a série ter um terceiro jogo é bem alta. Agora só resta aguardar as novidades da Spike Chunsoft em relação a essa excelente franquia.


Posted in | 2 Comments

Go Go Nippon é lançado na Steam.


A visual novel de Go Go Nippon foi aprovado na Steam e já pode ser comprado no serviço online. O jogo foi feito com uma parceria entre a MangaGamer e OVERDRIVE, onde a visual novel fala de um jovem que vai fazer intercâmbio no Japão e começa a morar com duas garotas.

A visual novel tenha mostrar como seria um estrangeiro conhecendo o Japão e vendo as diferenças entre o ocidente e o Japão. Quem tem interesse na cultura japonesa e sobre seu cotidiano, pode ser um jogo bem divertido de se apreciar.

Go Go Nippon se encontra em desconto na Steam e pode ser adquirido por R$8,00. Aproveite em quanto é tempo, a promoção só vai até 28 de fevereiro.

link: http://store.steampowered.com/app/251870/

Posted in , , | 4 Comments

Danganronpa 2 vai sair no ocidente.


Pra quem está de olho nas notícias (ou na fanpage do blog) já deve saber que o segundo jogo de Danganronpa vai sair no ocidente. Não chega a ser uma surpresa afinal essa versão do Danganronpa de PS Vita vem com os dois jogos de Danganronpa, só que no ocidente decidiram dividir o jogo em dois.

Como tinha dito, a estratégia disso é se o primeiro jogo não desse certo era só não trazer o segundo ao ocidente. Caso desse certo era só trazer o segundo jogo e assim ganhar por dois jogos, em vez de lançar um jogo que vem os dois.

Onde de certa forma era uma ideia arriscada e que iria não dar tanto lucro. Enfim, a quantidade de vendas do primeiro jogo foi boa, com isso teremos o segundo jogo para PS Vita. Quem tem PS Vita e gosta de jogos japoneses a quantidade de jogos assim estão aumentando por aqui. As empresas andam apresentando um bom interesse nesse público.

Mesmo não competindo com os jogos blockbusters esse público anda dando lucro. Pelo menos agora o PS Vita ganhou um certo charme, pelo menos para os otakus ocidentais.

Posted in , | Leave a comment

XBlaze vai sair no ocidente.


Parece que Danganronpa não vai ser a única visual novel de console que vai sair no ocidente. Uma visual novel da Arc System Works foi anunciado que vai sair por aqui, o que pegou muita gente de surpresa. Como vocês sabem visual novel não são tão populares por aqui, esse tipo de jogo começou a ganhar um certo público a 2 anos atrás que cada vez mais vai se popularizando.

Não só com visual novel, mas cada vez mais jogos japoneses andam saindo por aqui, mesmo aqueles que tem um nível alto de erotismo. Inclusive com jogos indie japoneses andam saindo no ocidente. Com essa série de fatores, chegou mais que na hora de sair visual novel para console. Apesar que vale lembrar que essa visual novel é da empresa de BlazBlue então de certa forma o jogo tinha bastante chances de sair por aqui. Mas mesmo assim foi uma grande surpresa.

XBlaze é um spin off de BlazBlue onde se passa 200 anos antes da história de BlazBlue. Basicamente o jogo tem todos os elementos que estamos acostumados em ver numa visual novel. Protagonista que é fraco, é atacado por alguém desconhecido e do nada aparece uma garota forte pra protege-lo. E sem contar com a escolinha. Porém assim como no modo história de BlazBlue, a visual novel tem aquele ponto forte que são as lutas. Onde ao longo da história o protagonista vai aprendendo a lutar. E os traços e efeitos dos combates lembram um pouco BlazBlue o que era de se esperar.

Enfim no momento a visual novel de XBlaze não tem data de lançamento definida. O jogo vai sair para PS3 e provavelmente deve sair no PS Vita. Essa é uma boa oportunidade do ocidente mostrar o quanto está interessado em visual novels. E caso vender bem, mais visual novels em inglês podem sair para PS3 e PS Vita no futuro.

Posted in , , | Leave a comment

Higanbana no Saku Yoru ni - The Second Night foi traduzido para o inglês.


O segundo jogo da visual novel de Hinganbana foi traduzido. Como a visual novel é dividido em dois jogos, então a série de jogos foi completamente traduzida.

A história da visual novel se passa numa escola onde os estudantes são malvados e costumam fazer bullying com a protagonista.

Um certo dia depois de ter sido estuprada pelo professor, a raiva da protagonista faz ela desejar a morte das pessoas que ela odeia e isso acaba acontecendo. As mortes bizarras acontecem graças a um youkai que realiza os desejos da protagonista.

Assim como Higurashi ela é uma visual novel episódica. Porém Higanbana a história é bem mais curtinha e vai direto ao ponto. Pra quem gosta de Higurashi e Umineko, pode ler mais essa obra da 07th Expansion.

Para obter informações e baixar o patch siga o link abaixo.

http://www.spiderlilytranslations.com

Posted in , | Leave a comment

Touhou 14: Double Dealing Character. Jogar de cabeça pra baixo é difícil.


A franquia Touhou que desde 1996 nos apresenta jogos que beiram ao absurdo de dificuldade, apresentou no em agosto dp ano passado o seu mais recente jogo: Touhou Double Dealing Character. Onde esse seria o decimo quarto jogo oficial da franquia.  Assim como em qualquer bom jogo da serie Touhou, ele é um bullet hell, ou seja, você vai ser bombardeado por uma quantidade absurda de tiros (magias) que vão aparecer na tela, onde vai exigir bastante habilidade do jogador para sobreviver.

Uma das coisas bacanas no novo jogo, são as novas armas das personagens que você pode jogar; Reimu, Marisa e Sakuya. Quando você escolher a personagem, você pode escolher a nova arma do jogo, ou selecionar a arma normal do jogo anterior (Touhou 13: Ten Desires). A nova arma da Reimu você vai lançar um tipo de foice flamejante (seguidora) no inimigo. Inicialmente é uma arma um pouco difícil de dominar no inicio, mas é bem útil contra bosses.

A arma da Marisa ela usa uma magia que funciona como lança chamas, que tira bastante dano do inimigo. Mas assim como os outros jogos ela não tem tiros que seguem o adversário. No caso da Sakuya é uma boa personagem para começar o jogo, primeiramente por seus tiros acertarem quase toda a tela, alem que apertar o botão de "Slow" faz ela lançar adagas que automaticamente apontam e acertam o inimigo com precisão.

O interessante da Sakuya é o seu "bomb", onde ela cria um campo de força que deixa o seu personagem imune a tiros por alguns segundos, e caso seja atingido a magia ativa e todos os tiros que estão na tela desaparecem. Ou seja, essa magia da Sakuya é perfeita para você ficar invencível por alguns segundos, onde você pode treinar em desviar dos tiros e assim com outros personagens você obter as "spell cards" com mais facilidade.

Assim como no Touhou 12 e 13, você tem bombas e pode adquirir vidas e bombas com os corações e estrelas verdes. A diferença é que no Touhou 14 é muito mais fácil você adquirir esses bônus. Quando a tela estiver com uma quantidade boa de itens, se direcione ao topo da tela que todos os itens vão para você. Caso apareça a palavra "bônus", vai aparecer um coração ou uma estrela para você pegar. Caso consiga 3 corações você ganha uma vida, caso pegue 8 estrelas você adquire uma bomba.


Falando em gameplay, o jogo não apresenta nenhuma função nova, em relação ao Touhou 13 onde você tinha o Trance (dá 8 segundos de invencibilidade) e as naves voadoras do Touhou 12. Deixando assim Touhou 14, com o gameplay que estamos habituados dos primeiros Touhous, o que achei algo muito bem valido. Porém assim como qualquer jogo de Touhou, é apresentado um estilo de jogabilidade e desafio que faz cada jogo ser único.

E o que da para perceber logo de cara, são os bosses desse jogo serem bem diferentes do padrão. Tem varias personagens que pegam referencias a mitologias bem distantes da mitologia japonesa. Tem um boss que é uma sereia, onde sereias fazem parte da mitologia Grega. É algo tão diferente do padrão das personagens do ZUN, que o jogador vai reparar logo de cara a nova personagem.

E não deixando de surpreender, logo na segunda fase temos um Dullahan, onde é da mitologia irlandesa. E em seguida temos uma lobisomem e assim vai. Não só sendo apenas no visual, mas também no tipo de tiros que esses chefes vão lançando contra você, que se assemelham a sua origem mitológica. Mas o boss que deve ter dado mais dor de cabeça a maioria dos jogadores é a boss da fase 5. Onde a personagem ela faz a tela inverter. Fazendo assim os botões e posições do personagem trocarem. Quando você tocar na esquerda ela vao para a direita, e quando tocar na direita ela vai para esquerda. Até chegar o ponto de deixar o seu personagem de cabeça pra baixo


De fato a grande maioria reclama desse boss, mas graças a isso tornou essa personagem uma das mais populares do jogo graças a esse desafio. Com todos esse elementos, o novo jogo de Touhou tem tudo para agradar tanto quem tá começando a jogar Touhou agora, quanto quem já é jogador de Touhou veterano. E como em qualquer jogo de Touhou, jogar sem musica não tem graça. Principalmente nesse novo jogo, onde a trilha sonora ficou impecável; a grande maioria das musicas são boas de escutar (opinião própria).

Sou um grande fã de jogos desse estilo, então Touhou ser uma das minhas franquias favoritas é algo bem normal de ocorrer.  Pretendo fazer mais postagens sobre Touhou no futuro, afinal postagens sobre Touhou nunca é demais. E para jogos desse tipo eu sempre recomendo você comprar um joystique USB para o seu computador. A experiencia de jogar num Joystique é algo que complementa toda a diversão de se jogar Touhou ou qualquer jogo de shotting game num PC.

Se você joga no teclado, isso vai deixar a experiencia do jogo cansativa e até chata de se apreciar. Principalmente se você quer jogar em Fullscreen. Enfim, caso você não conheça Touhou e queira experimentar o jogo pode jogar essa versão sem problemas. Porém se você não curte esse tipo de jogo, recomendo que nem comece a jogar.

Posted in , , | Leave a comment

Fate/Hollow Ataraxia vai ser fullvoice.

 
De acordo com a Kadokawa o novo jogo de Fate/Hollow Ataraxia vai ter fullvoice. Ou seja todos os personagens vão ter voz ativa inclusive o protagonista. Além disso a função de touch do PS Vita vai estar ativo, onde vai ser uma função bem desnecessária ao jogo. Afinal tem os botões do portátil. A menos que adicione funções que vai ser realmente interessante usar essa função touch do console. O jogo ainda vai ser lançado nesse ano, mas sem data de lançamento no momento. Como sendo um port pro console as cenas de sexo provavelmente serão removidas como costuma acontecer com eroges. Afinal é um público diferente. Não aconselho ter esperanças que um dia esse jogo ganhe uma ocidentalização. Até hoje não temos um lançamento oficial dos jogos da Type-Moon no ocidente e desta vez não será diferente.

Posted in , | 1 Comment

Ultimate Boob Wars chega nesse mês pela MangaGamer.



Nesse mês de fevereiro vamos ser marcados por dois lançamentos de ambas empresas: MangaGamer e Jast Usa. Onde o jogo da Jast Usa vai ser o tão aguardado Steins;Gate. E o da MangaGamer será o Ultimate Boob Wars. 
Ambos os jogos tem públicos diferentes, mas mesmo assim nesse mês a Jast Usa tem o melhor jogo sem sombra de dúvida. Mas muito já foi falado sobre Steins;Gate, então só falta falar do novo jogo da MangaGamer. 

Ultimate Boob Wars nada mais é do o segundo jogo de Boob Wars, onde como o próprio nome sugere, existe uma guerra entre garotas de seios pequenos contra garotas de seios grandes. Nada de novo, é a mesma narrativa. 

Porém em relação ao jogo anterior o traço das CGs desde novo jogo está claramente mais bem elaborado, dando até um charme no jogo só pela boa qualidade do das CGs. 

O jogo desta vez parece bem mais cômico e em vez de trazer alguma "seriedade", a visual novel tem um aspecto mais de comédia do que apenas algo focado apenas no eroge. 

A visual novel tem seu público porém a data de lançamento não é muito viável graças ao jogo de peso que a Jast Usa vai lançar nesse mês. Ultimate Boob vai sair em 21 de Fevereiro de 2014.

Posted in | 3 Comments

Sonic Boom o spin-off do Sonic largo.

O terceiro jogo do contrato da Sega com a Nintendo acaba nesse próximo jogo do Sonic, onde dessa vez mostrou um visual bastante diferente. Isso provocou uma reação instantânea na internet onde criaram grupos que curtiram o novo visual, quanto aqueles que não gostaram da novidade. 

Devido a isso a Sega se pronunciou a respeito do novo visual, onde o Sonic Boom é um spin off da franquia original e que esse character design não vai substituir o visual que já estamos habituados do Sonic. A empresa responsável pela versão Wii U do jogo é a BigRedButton onde o dono da empresa trabalhava na Naughty Dog. Não é a toa que o visual do jogo lembra bastante Crash Bandicoot. 

A versão para 3DS vai ser feita por outra empresa então o jogo provavelmente vai ser bem diferente nessa versão, mas vai se passar no mesmo universo. Assim como Sonic Lost World a melhor versão vai ser do Wii U. A versão 3DS é só uma forma de aumentar as vendas, mas a verdadeira experiência do jogo só vai ser presenciada no Wii U. 
Com o anuncio do trailer do jogo, ele mostra em menos de um minuto todo o visual da nova aventura. O mais interessante foram as mudanças de visual e do estilo dos personagens. Sonic apresenta um visual aventureiro apesar que a pessoalidade do personagem não apresentou grandes mudanças. O Tails tá com mais testosterona e mostra ele usando armas no trailer, dando assim uma nova função ao personagem. 

Amy deixou de ser uma personagem inocente e sem graça, para se tornar uma personagem ágil e sensual. O pouco que deu pra ver de seu gameplay foi investindo golpes de seu martelo tornando assim uma personagem de batalha a curta distância. Porém o martelo parece ter ganhado outra utilidade, onde mostra ela usando o martelo para usar em objetos cilíndricos para servir de propulsor. 

O Knuckles virou o fortão bobão do grupo. De longe foi o personagem que menos chamou atenção nesse novo jogo. Tendo funções que já apresentava em outros jogos da franquia. 
Enfim o novo jogo pretende se focar nas batalhas e na exploração. Considero a ideia bacana, além que claramente vemos que nesse novo jogo do Sonic eles tem o intuito de pegar um novo público e não o que joga Sonic desde os primórdios. Não é a toa que está sendo produzido um desenho animado em 3D do Sonic Boom com o intuito de agradar o público infantil e consequentemente fazer propaganda do novo jogo através de sua animação. 

Se a Sega fazer um jogo muito bom e uma animação bem feita, o novo jogo poderá vender muito bem. Essa combinação foi muito bem executada em Pokemon onde foi um excelente propulsor que transformou em uma das franquias de jogos que mais vende no mundo. Se Sonic Boom vai ser bem sucedido só o tempo dirá e caso o jogo ajudar a tirar o Wii U do poço isso vai ser uma verdadeira ironia do destino. 

Posted in , , | Leave a comment

Qual a situação dos jogos doujin no ocidente?



Existem vários tipos de jogadores. Tem aqueles que jogam de tudo, enquanto tem outros que só gostam de FPS e Futebol. Uns preferem jogos antigos, outros gostam de jogos japoneses. E da mesma forma que tem fãs de jogos "visual novel", temos também os que adoram jogos doujin.

Doujin é o termo dado a jogos indie japoneses, onde é bem comum no Japão. Não é de agora que japoneses gostam de fazer jogos, não é a toa que todo ano na Comiket iniciantes costumam mostrar os seus trabalhos com jogos, onde muitos ficam populares e até tem aqueles que ficam famosos como é no caso de ZUN de Touhou.

No ocidente os jogos indie estão populares agora, mas jogos indie no Japão é algo bem normal em sua cultura. A popularização do indie no ocidente é bom, principalmente por termos outras alternativas para jogos e assim atrair um novo publico a esse entretenimento. Graças a isso o interesse em trazer indies do Japão acabou se tornando algo viável para alegria dos fãs de jogos japoneses do ocidente.

Um dos grandes fenômenos da popularização do doujin no ocidente foi ao jogo Touhou, onde sua jogabilidade simples e frenética, alem de uma boa musica acabaram agradando bastante o publico ocidental. Mesmo não saindo uma versão em inglês (oficial) por aqui, o criador do jogo deixa os menus e informações do gameplay em inglês. O que deixa o jogo mais acessível para o ocidente.


A fama do jogo foi tanta, que fansubs apareceram para traduzir a historia e pontos de dialogo do jogo, o que fez Touhou ficar cada vez mais popular no ocidente. Seria bom que a franquia dos jogos de Touhou fossem lançados na Steam. Mas infelizmente não se tem planos disso acontecer ainda por aqui. Mesmo assim Touhou continua sendo o doujin mais popular no ocidente, fazendo assim aparecer empresas especializadas em ocidentalizar doujin para o ocidente.

Assim como aconteceu em visual novel onde a Jast Usa e MangaGamer são empresas focadas em traduzir visual novels. O mesmo aconteceu com o doujin, onde empresas como Nyu Media e Rockin' Android nasceram com o único intuito de trazer oficialmente doujin ao ocidente em inglês. Inicialmente as empresas se focaram em trazer shotting games, onde acredito eu é pelo fato da popularização do Touhou como shotting game. Onde pegando jogos similares ao gênero, pode agradar a esse publico.

Porém ambas empresas não ficaram só nisso, mesmo a maioria sendo shotting games. Um bom exemplo são os últimos jogos da Nyu Media. Trazendo: War of the Human Tanks (estrategia), Cherry Tree High Comedy Club (visual novel), Fairy Bloom Freesia (Beat' em up), Croixleur (ARPG) e Eryi's Action (plataforma).

A Nyu Media apresenta uma maior variedade de games. Pra quem curte visual novel Cherry Tree High Comedy Club tem tudo para agradar esse tipo de jogador. Quem deseja mais um RPG você pode ir jogar Croixleur, para estrategia o War of the Human Tanks e por ai vai. E o bom é que da para comprar esses jogos por um preço bem camarada na Steam.


Em contra partida temos a Rockin' Android que é focada quase que totalmente em shotting games. A exceção é o jogo Bunny Girl Must Die. Pra quem busca shotting games, a Rockin' Android tem tudo para agradar você. Uma boa novidade da ocidentalização dessa empresa é que alguns jogos estão disponíveis na PSN como: Gundemonium Collection, Crescent Pale Mist e Qlione Evolve. Aos poucos a Rockin' Android esta disponibilizando os seus jogos na Steam.

A Rockin' Android precisa de uma maior variedade de jogos de fato e anda um pouco atras do seu concorrente a Nyu Media. Ambas empresas apresentam bons jogos, mas a Nyu Media oferece uma boa variedade, alem de dar boas informações sobre os seus jogos e facilitar a compra do mesmo, e investindo na Steam para facilitar nossa vida.

Cada vez mais os jogos indie japoneses, vão se popularizando por aqui e isso é um bom sinal. Principalmente para você que gosta de consumir jogos japoneses, não importando a plataforma que o mesmo se encontra. E antes de finalizar, não poderia deixar de citar o jogo Recettear, onde é um bonito jogo de RPG, onde alem de você explorar as dungeon, você pode abrir uma loja e vender itens encontrados para os NPCs.


O jogo foi o primeiro doujin a sair no Steam. Onde seu gameplay faz o jogo ter um olhar de "jogo feito por profissionais" mesmo sendo um jogo doujin. Pra quem gosta de RPG Recettear pode ser uma boa pedida para você. Graças ao Steam e ao Steam Greenlight espere cada vez mais doujins e até visual novels fazerem parte desse acervo.

Doujins e Visual Novels tem como competir com os FPS e os jogos de futebol? Não. E esse não é o objetivo. A ideia é a divulgação desse jogos, principalmente para o publico otaku ocidental que cada vez mais cresce e consome esses jogos. E com isso mais empresas do Japão vão enxergar o ocidente com bons olhos fazendo assim cada vez mais nos termos jogos japoneses para jogar. Se antigamente os fãs ocidentais reclamavam da falta de jogos japoneses por aqui, a cada ano a situação anda melhorando e isso não é só para consoles, mas também para PCs e isso é muito bom.

links uteis:

Jogos da Nyu Media
Jogos da Rockin' Android
Jogo Recettear

Posted in , , , | 1 Comment

Nyu Midia lançou Gigantic Army no ocidente.


A empresa Nyu Media é uma empresa responsável pela tradução de jogos indie japoneses ao ocidente. Ela faz um trabalho similar a de empresas de visual novel faz por aqui, só que focado em doujin.

Gigantic Arms é um jogo que tem uma jogabilidade bem similar a jogos como Metal Slug. Só com a única diferença que você controla robôs gigantes e não humanos guerrilheiros. O gameplay é desafiante e frenético, então recomendo jogar usando joystique.

O jogo pode ser bom, mas a Nyu Mídia precisa de uma maior variedade de jogos. A maioria de seu acervo de jogos são jogos de shotting game. Mesmo pra quem curte isso pode cansar o jogador. Ter uma variedade de jogos é sempre bom, principalmente para o consumidor de jogos indie.

link: http://nyu-media.com

Posted in , , | 1 Comment

BlazBlue: Chrono Phantasma vai sair no PS Vita.




BlazBlue: Chrono Phantasma vai ganhar port para o console forever alone PS Vita. Não é de agora que o PS Vita ganha uma versão de BlazBlue para o portátil. O BlazBlue: Continuum Shift Extend saiu para o PS Vita, onde o jogo reúne a historia e personagens dos dois primeiros jogos em um. Tem usuários que tem receio de uma versão do novo jogo para o PS Vita, pelo fato de que  pode não ganhar uma versão em inglês.

De fato teve uma versão do BlazBlue: Continuum Shift Extend que não ganhou uma versão em inglês, mas essa versão foi a de PSP, a do PS Vita ganhou ocidentalização em 15 de fevereiro de 2012. Então o jogo ganhar uma versão em inglês não é algo tão impossível de acontecer.

Mesmo estando em japonês é possível jogar o jogo sem problemas. Quem gosta da historia, isso vai fazer falta, mas se for só pra jogar mesmo a versão não faz muita diferença. Historia de jogos de luta não me atraem e com BlazBlue não é exceção. A historia é boa, sim de fato. Porém a maneira que a historia é passada poderia ser bem mais fácil.

Posted in , | 1 Comment

Fate/Hollow Ataraxia vai sair para PS Vita.


Parece que a Type-Moon não esqueceu do sucessor de Fate/Stay Night o Ataraxia, não é a toa que anunciou um port que vai sair para o PS Vita. O Fate/Stay Night ganhou um port para o PS Vita em 2012 com melhores graficos e com "full voice". A Type-Moon não disse quando vai lançar o Fate/Hollow Ataraxia para o PS Vita, mas é bem provável que isso ocorra nesse ano ainda.

Pelo único motivo de que vai sair um novo anime de Fate/Stay Night nesse ano, onde é bem normal empresas de visual novel aproveitarem a divulgação de um anime para vender um novo jogo da franquia ou uma versão nova do mesmo jogo para PC ou console. A mesma coisa aconteceu na divulgação do anime Little Busters! da Key, onde lançaram a versão Little Busters! Perfect Edition para PC e mais tarde o Little Busters! Converted Edition para o PS3.

É só mais uma forma da Type-Moon fazer dinheiro, não da só para ganhar dinheiro vendendo Blu-Ray, tem que aproveitar a divulgação do desenho para vender de tudo. Essa nova versão para PS Vita do Fate/Hollow Ataraxia devem melhorar bastante as CGs do jogo alem de vim em "full voice". O Fate/Hollow Ataraxia diferente do Fate/Stay Night nunca ganhou uma versão para outras plataformas, essa vai ser a primeira vez que o jogo vai sair para um console. Quem sabe nessa brincadeira eles não anunciem um remake para Tsukihime também.

Posted in , | 1 Comment

RMVB, MP4, AVI, MKV. O que isso influencia num anime?


Acredito que aqui a grande maioria sabe o que é um formato de video. Não pelo fato de ter pesquisado e sim quando você baixa anime costuma reparar que a extensão pode vim: .mp4, .mkv, .avi, .rmvb. Muito se discute na internet sobre o formato de vídeo que é aplicado num anime, inclusive qual deles é o melhor.

De fato cada formato tem suas características, quanto menor for o peso de um arquivo é mais baixo sera a qualidade de vídeo de um anime tirando o fato de que o áudio também sai prejudicado. Vale lembrar que a escolha de um formato não determina o seu conhecimento de uma obra. Sei que costumam ter rixas entre otakus acerca dos formatos, onde tem até brigas entra os caras low-end que preferem um .mp4 para os outros que são high-end que preferem um .mkv com qualidade no máximo, onde pode fazer um episodio de anime pesar uns 500MB.

É logico que um episodio com o peso máximo ele vai trazer uma qualidade superior, não tem nada o que discutir aqui. E também sei que muitos aderem ao .mp4 por ter pouco tempo para ver anime, alem do mesmo poder ter uma internet lenta. Alem que os fansubs brasileiros oferecem uma forma de download muito precária para arquivos HD. É melhor pagar uma assinatura no Crunchroll do que baixar de fansubs quando se trata de pegar um anime em qualidade máxima o mais rápido possível.


Vou me basear que você costuma baixar arquivos mais leves, para dar uma pequena noção do que esta perdendo. Sei que muitos hoje em dia aderem ao formato .mp4, onde ele apresenta uma imagem boa e não fica soltando pixels como é no caso do falecido .rmvb. Ver animes que não exigem tanto a qualidade do formato como One Piece, Naruto e animes com traço mais leve e trilha sonora não tão vibrante, ver em .mp4 não vai ser tão ruim. Porém vamos colocar um anime onde exige bastante dos efeitos especiais e da trilha sonora.

Um bom exemplo é Fate/Zero, que tem muitos efeitos especiais e uma trilha sonora impecável. O .mp4 pode até apresentar uma imagem mediana, mas vai falhar em efeitos mais robustos em 3D. E no caso do audio você não vai escutar com tanta profundidade, saindo algumas notas da musica e até mesmo chegando ao ponto sair uns "eco".

Você usar um .mp4 em animes mais simples é bom, principalmente para animes de battle shonen que não exploram tanto efeitos especiais e uma trilha sonora impecável. Mas animes mais fortes, você vai perder essa qualidade. Não que isso vai fazer o anime ser bom. A historia vai continuar sendo a mesma coisa e o final também. Porem você assistir um anime com um formato mais poderoso, vai dar uma sensação mais agradável, alem de dar um gostinho de ver aquela imagem e trilha sonora de ponta. Onde ver isso numa qualidade menor vai te tirar aquele charme da animação.


A mesma coisa acontece quando se pega o mesmo anime numa qualidade de Blu-Ray. Porque alem do anime ter ganhado umas correções e ter aumentado a qualidade, eles tiram a censura da versão TV. Ter as cenas censuradas removidas é só uma das vantagens, a remoção das propagandas é outro esquema muito agradável, alem do aumento da qualidade. Um bom exemplo disso é o anime de JoJo Bizarre, onde vi o anime na versão TV e depois re-assisti na versão Blu-Ray.

E não tem nem comparação, a versão Blu-Ray deixa a serie ainda mais agradável de se assistir, alem que o aumento da qualidade e a remoção da censura e propaganda só fazem a experiencia ser ainda mais proveitosa do que numa versão da TV. Mas não é todos que gostam de re-assistir um anime só porque o mesmo tem uma versão em Blu-Ray, da mesma forma que nem todo mundo gosta de pegar um anime num formato high-end.

Cada um assiste anime da maneira da maneira que lhe convém. Já sabemos qual o formato mais potente, discutir o que um grande publico deve aderir não é algo muito produtivo. Se o formato low-end já serve para o mesmo se divertir então tá tudo certo. A única coisa que posso falar a respeito de uma qualidade superior em fansub brasileiro é que se torna uma tarefa muito chata de se fazer. Vai ter que pegar um arquivo em serviços de hospedagem como bitshare, turbobit e cia para pegar um episodio em HD que se encontra dividido em partes.


Eu não gosto muito de baixar anime em fansub brasileiro por causa disso, enquanto em fansubs gringos eu posso baixar o anime por torrent, onde um episodio em Blu-Ray eu consigo baixar em 5 minutos, onde esses 5 minutos seriam o tempo que eu demoraria só para encarar todas aquelas propagandas que aparecem nesses serviços de hospedagem de arquivos.

De fato é mais proveitoso para quem busca anime em qualidade excelente, buscar em torrents como Nya Torrents e TokyoTosho. Tanto pela comodidade quanto pela facilidade de se obter arquivos com boa qualidade com o menor tempo possível. O única exigência é que você vai ter um bom domínio de inglês, fazendo muito otaku não indo pra esse método por causa disso, onde na minha opinião é mais vantajoso pegar animes de fansubs gringos do que de fansub brasileiros.

Mas quem depende de uma legenda em português, vai ter que se contentar com o que tem. E vale lembrar se você quer qualidade e pegar o anime também rapidamente, a melhor forma no momento é tendo uma conta no Crunchyroll. Enfim, qual o formato que você prefere baixar para assistir seus animes? Você se preocupa com a qualidade ou o que importa a você é assistir ao anime? De sua opinião e vamos alimentar o debate.

Posted in | 9 Comments