Hora de falar sobre a Temporada de Primavera 2014.


Assim como qualquer temporada de animes acontece um ritual na internet chamado de "comentando a temporada". Nesse tipo de postagem, os blogueiros costumam falar de todos os animes de determinada temporada, colocando a foto de determinado anime e dando sua breve opinião. E com isso os blogueiros esperam que leiam suas opiniões, mas os leitores só vê as fotos dos animes novos, não leem nada da postagem e vão baixar o anime com foto mais interessante no Punch Fansubs e no Anima Kai.

Por motivos de bom senso (e por não ter tempo e paciência pra ver todos os animes) irei só comentar do que estou assistindo e o que achei interessante. A única coisa similar dessa postagem com dos outros blogs é sua inutilidade vá no AniChart e pesquise o que deseja ver. Enfim, como em qualquer temporada sempre temos o "destaque da temporada" que nesse caso é o anime dos personagens que fazem aquelas posses extremamente homossexuais: JoJo Bizarre.

Mas vamos por partes. Uma das coisas mais peculiares foi a quantidade de anime Shonen, mostrando que a temporada já começou boa. Tinha de tudo, desde animes de robôs gigantes, esportes, yu gi oh novo, entre outros. Captain Earth foi um anime que me surpreendeu muito na sua animação. Tudo é muito bem desenhado, parece até um longa metragem.


Com um anime de boa animação como Space Dandy, ter outro anime com uma animação impecável é algo sempre bem vindo. Mas mesmo um anime com todas essas qualidades tem algo que me incomodou, que foram os personagens. Os personagens são inseridos de maneira tão rápida e jogada que é difícil criar empatia com os mesmos. Isso fez eu parar de assistir o anime no primeiro episódio. Não que o anime seja ruim, mas não me despertou tanto interesse, além do protagonista fazer o desenrolar da trama não ter graça.

Um dos animes de esporte da Shonen Jump que chegam nessa temporada foi o Haikyuu, onde é um anime com um tema diferente das outras obras da Shonen Jump que é sobre amizade e superação.

A história se passa com o Hinata onde é um garoto baixinho e de voz fina que ainda não saiu do armário. Com medo de ter suas preferências sexuais descobertas pela escola, ele entra num clube de vôlei feminino para se esconder. Como as garotas desse clube eram fujoshis e os professores já sabem que o Hinata já gostava de outra fruta, deixaram ele entrar no vôlei feminino. Afinal ele é inofensivo não vai dar em cima de nenhuma garota; e realmente ele não deu em cima de ninguém.


Mas como todo yaoi tem que ter o seu romance, um certo dia Hinata vendo TV e escutando One Direction no seu iPod ele assistiu a uma partida de vôlei no qual ele ficou admirado com um levantador na partida. Com isso ele teve um sonho. Que era o de provar que garotos baixinhos e de voz fina podem se tornar bons jogadores de vôlei. Gostei da série e pretendo acompanhar nessa temporada. Curto animes de esporte, gosto bastante da temática desse tipo de animação. Apesar que pra esse tipo de obra, gosto mais de acompanhar o manga. Como estou fazendo com Hajime no Ippo e Haikyuu.

E mais um anime que estou acompanhando é o terceiro arco de JoJo Bizarre que foi finalmente animado para os tempos atuais. Nos primeiros arcos não curti tanto como foi no caso do manga, onde as lutas são bem mais tensas. Mas no caso da terceira parte gostei mais do desenrolar que na versão em manga. O que até me surpreendeu, pelo fato do primeiro episódio eu não ter gostado.

Nessa nova aventura mais uma vez se passa com um sucessor da longa linhagem dos Joestar. Só que dessa vez o inimigo volta a ser o Dio (Diva) que foi ressuscitado graças a ajuda de pescadores musculosos. O JoJo da segunda parte (que agora está velho) descobriu que o rei das trevas Dio voltou e pretende se vingar de toda família Joestar com posses extremamente homossexuais.


Com isso o JoJo decide ir para o Japão atrás de seu neto Jotaro que tem todos os elementos de um protagonista. Dentre eles Jotaro tem o elemento básico de qualquer protagonista, onde é começar a aventura sendo acordado pela mãe. Jotaro tem um grande poder que ele desconhece onde logo é explicado que esse poder desconhecido é chamado de Persona. E para aumentar os poderes de seu persona é necessário ele aumentar sua interação com as pessoas.

Com isso o delinquente Jotaro vai aumentando seus vínculos sociais e se tornando um personagem um pouco mais heróico. Depois do segundo episodio, a serie começou a mostrar o seu potencial e esse foi um dos motivos que me motivaram a acompanhar a serie. Se você não viu as duas primeiras partes não é necessário você ter obrigatoriamente visto para ver essa terceira parte.

É bom você ver para entender o passado da família Joestar. Mas no terceiro arco tudo é diferente, enquanto no primeiro e segundo arco é a luta contra seres vampíricos e os protagonistas usam o poder do Hamon. No terceiro o poder usado é o Stand que são seres que lutam pelos personagens. Mas se você quer entender um pouco do vilão basta ver a primeira parte.


E por último estou vendo o No Game No Life. Eu nem esperava muito desse anime, muito menos em assistir. Mas devido aos elogios da internet decidi assistir. Não é nada do que já estou acostumado a ver em animes chatos de ecchi, só que tem um detalhe; as referencias. O anime faz referências a jogos como Phoenix Wright e a mangas como JoJo Bizarre.

Mesmo não sendo uma de meus estilos favoritos, gostei do desenrolar dessa série. Vamos ver os próximos episódios, se manter o nível que nem o episódio 3 espero muito desse anime. Essas vão ser as séries que pretendo ver até o fim. 2 a 3 animes já é mais do que suficiente para se divertir com animes no final de semana. E antes de mais nada essa é apenas minha opinião sobre anime.

Vale lembrar que gosto mais de animes de ação. Então séries de slice of life são algo que dispenso. Tem outros dois animes que pretendo ver como Black Bullet e o anime do mesmo criador de Elfen Lied "Gokukoku no Brynhildr". Porém no momento estou sem paciência, esses 3 animes já bastam para me divertir.

Enfim o que você está achando dessa temporada de animes? E quais animes você está assistindo e recomenda?

This entry was posted in ,. Bookmark the permalink.

6 Responses to Hora de falar sobre a Temporada de Primavera 2014.

  1. Luis San says:

    Mekakucity Actors

  2. Sigma Key says:

    Olá, aqui é o Key adm do Sigma.

    Cara "Gokukoku" ficou muito bom, achei que teve um ecchi meio forçado, mas achei muito melhor e mais elaborado do que o próprio Elfen Lied. O ultimo episódio que saiu até agora foi épico (Tirando o ecchi, que eu particularmente não gosto em animes de suspense...), a explicação dos fatos, e a relação que faz com o passado do protagonista é muito interessante.

    Black Bullet também estou vendo, é um anime muito bom (Que as pessoas gostam muito de falar que é "plagio" de Shingeki no Kyojin, mas não é nada disso. Eles apenas abordam a mesma "base", que é o mundo humano sendo destruído por seres mais fortes. Os seres humanos de alguma forma tem que achar uma forma de bloquear a entrada dessas espécies que causam a destruição da raça humana, que no caso de SnK são os titãs, e em Black Bullet são os Gastrea.), Black Bullet aborda muito bem a questão do preconceito e da discriminação com quem é diferente, e podemos ver que é oque acontece hoje em dia no mundo.

    Achei No game No life muito interessante também, mas como todo anime tem seus defeitos.

    Bom essa é minha opinião obviamente, até mais.

  3. Anônimo says:

    Apenas uma coisa a comentar: Black Bullet e No Game No Life pecam no mesmo ponto, podem apresentar uma boa trama, mas por usarem muito mal uma parceira feminina do protagonista destroem qualquer ideia que queiram passar. Odiei aquela irmã e aquela mini tarada, não dá pra acompanhar séries com personagens tão irritantes!

  4. Gokukoku está muito bom, na verdade a temporada está com muitas surpresas no meu ponto de vista. Foi o No Game No Life pra mim que ainda não se achou: o primeiro episódio foi divertido, eu diria até perfeito, para um episódio de estréia, mas o segundo foi forçado e irritante. O terceiro parece ter achado a base que o anime deve (ou deveria) seguir daqui pra frente.

  5. Anônimo says:

    Essa descrição de Haikyuu! esta mais pra uma fantasia pessoal do que pra uma sinopse. ^^

Leave a Reply